18 maio 2022

Gabriel Monteiro se torna réu por filmar sexo com adolescente

 A Justiça do Rio aceitou a denúncia do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) contra o vereador Gabriel Monteiro por ter filmado ato sexual com uma adolescente de 15 anos. A decisão do juiz Marcelo Almeida de Moraes Marinho é do dia 2 de maio.

Com a decisão, Monteiro se torna réu e tem dez dias para apresentar a defesa e indicar testemunhas e provas que vai produzir.

MP ofereceu a denúncia em abril, depois que o vídeo vazou na internet. Em depoimento à Polícia Civil, o vereador alegou inocência no caso de relacionamento sexual com a adolescente e do vazamento de imagens do ato.

Procurada pelo R7, a defesa de Gabriel Monteiro disse que "conforme depoimento da suposta vítima, já divulgado pela imprensa, a mesma afirmou à época ao vereador possuir 18 anos de idade". A defesa disse ainda que vai apresentar todas as provas, "cumprindo o ritual do processo em curso".

Quebra de decoro

Monteiro também responde a um processo por quebra de decoro parlamentar na Câmara dos Vereadores. No próximo dia 25, dois ex-assessores vão depor, como testemunhas, no Conselho de Ética da Casa.

Heitor Monteiro de Nazaré Neto e Vinícius Hayden Witeze serão ouvidos na condição de testemunhas de acusação.

Também estão previstas oitivas de outras duas pessoas, que ainda não foram definidas, no dia 1º de junho, segundo informações da Casa.

Já Gabriel Monteiro não indicou testemunhas em sua defesa. Sendo assim, o conselho resolveu dar um prazo de dois dias úteis ao parlamentar para apresentá-las.



Nenhum comentário:

Postar um comentário